CHECK LIST DE INFORMAÇÕES E DOCUMENTOS URBANO – IMPOSTO DE RENDA 2020

Atualizado: Abr 3





  1. · Comprovantes dos rendimentos do ano (de todas as fontes de renda, inclusive benefícios);· Extratos bancários próprios para declarar IR com os saldos e empréstimos em 31/12/2019;· Cópia das matrículas ou documentos dos bens móveis e imóveis (terrenos; casas; veículos);· Despesas com saúde, educação, previdência privada do titular e dependentes.


· Declaração de Imposto de Renda de 2019 ou Documentos


* Informações do Cônjuge (bens em conjunto);

* Dependentes e seus rendimentos (CPF de todos).


· Rendimentos

* Salário; Aposentadoria;

* Bancos; Aplicações financeiras / Ações;

* Aluguel;

* Pensão alimentícia;

* Herança; Ações judiciais / trabalhistas; FGTS; Seguro desemprego.


· Pagamentos / Deduções

* Despesas com educação;

* Despesas médicas (Médico, Dentista, Fisioterapia, Psicologia, etc);

* Plano de saúde;

* Previdência privada PGBL;

* Doações; Carnê Leão; Processos judiciais.


· Bens

* Imóveis;

* Veículos;

* Terrenos;

* Aplicações; Previdência privada VGBL.


· Dívidas

* Financiamentos; Empréstimos; Consórcios.

· Autônomo – Despesas no exercício da atividade em 2019

* Água; Luz; Aluguel; Telefone; Funcionário; Materiais; Impostos.



DECLARAÇÃO DE IRPF 2020 ANO BASE 2019


OBRIGATORIEDADE DE APRESENTAÇÃO:

Está obrigada a apresentar a Declaração de Ajuste Anual em 2020, a pessoa física residente no Brasil que, no ano-calendário 2019, no período entre 07 de março a 30 de junho deste ano.


· Recebeu rendimentos tributáveis, cuja soma foi superior a R$ 28.559,70;

· Recebeu rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma foi superior a R$ 40.000,00;


·Atividade rural: obteve receita bruta em valor superior a R$ 142.798,50 ou pretenda compensar, no ano-calendário de 2019 ou posteriores, prejuízos de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2019;


· Teve a posse ou a propriedade bens ou direitos, em 31/12/2019, inclusive terra nua, cujo valor total foi superior a R$ 300.000,00;


· Passou à condição de residente no Brasil e encontrava-se nessa condição em 31/12/2019;


· Quem optou pela isenção do Imposto sobre a Renda incidente sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no país, no prazo de 180 dias, contado da celebração do contrato de venda.


· Quem obteve, em qualquer mês, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto ou fez operações em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas.


Obrigações:


· É obrigatório informar o CPF de todos os DEPENDENTES desde a data do nascimento;

· Registro dos imóveis – matrícula, área, IPTU, e o RENAVAN dos veículos;


DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA


1) Relatório dos rendimentos do ano (de todas as fontes de renda inclusive benefícios recebidos);


2) Cópia matrículas dos imóveis e terrenos (se houver);


3) Cópia documentos veículos (se houver)


4) Extratos bancários próprios para declarar o IR com os saldos e empréstimos em 31/12/2019;


5) Relatório da movimentação rural de vendas (emitida na Prefeitura com totais por mês);


6) Notas de despesas e ou livro caixa;


7) Cópia documentos dependentes sem renda;


8) Despesas com médicos, dentista, escola.


Obs. Para os produtores rurais com movimentação superior a R$ 142.798,50 ano, é importante preencher o livro caixa rural eletrônico, faça uma consulta que podemos orientar.



33 visualizações
 

Seg à Sex 07:30 – 12:00

               13:00 – 18:00

Rua Felipe Schmidt, 2142, Ouro-SC